Aventura no Rio de Janeiro: conheça as melhores trilhas da cidade

Praia do Leblon
O que conhecer durante um final de semana no Rio de Janeiro
18 de outubro de 2016
Passeios de barco no Rio de Janeiro
10 de novembro de 2016
Mostrar tudo

Aventura no Rio de Janeiro: conheça as melhores trilhas da cidade

O Rio de Janeiro é o destino de muitos turistas, inclusive alguns que gostam de uma aventura. Se esse também é o seu caso, conheça as melhores trilhas da cidade e aventure-se por elas!

conheça as melhores trilhas do rio de janeiro

Fonte: Catraca Livre.

1. Trilha da Pedra Bonita: localizada no Parque Nacional da Tijuca, essa trilha é considerada fácil e pode ser feita até pelas pessoas mais despreparadas. O caminho não possui obstáculos e a subida de 40 minutos é bem leve. A entrada da trilha fica na Estrada da Pedra Bonita, próxima à rampa de voo livre.

2. Trilha do Morro da Urca: a vista maravilhosa para a Baía de Guanabara é o prêmio pelo esforço de quem passeia por essa trilha de 1,5 km, que alterna subidas e caminhadas planas. O passeio dura aproximadamente 40 minutos e começa na Pista Claudio Coutinho, na Praia Vermelha.

3. Trilha do Pico do Sacopã: uma caminhada leve de 20 minutos leva até o mirante do Pico do Sacopã, área que oferece uma vista privilegiada da Lagoa Rodrigo de Freitas. O percurso, que começa no Parque da Catacumba, é fácil e recomendado para pessoas de todas as idades. Além disso, o passeio é seguro e a trilha é muito bem sinalizada.

4. Trilha do Morro Dois Irmãos: partindo da comunidade do Vidigal, há uma trilha que sobe por 1,5 km até alcançar um mirante que oferece uma vista perfeita e radical da Zona Sul do Rio de Janeiro. O trajeto é um pouco cansativo, mas muito recompensador.

Trilha no Rio de Janeiro

Foto: O Globo.

5. Trilha da Vista Chinesa: a Vista Chinesa fica no Parque Nacional da Tijuca e oferece uma das belas vistas da Zona Sul da cidade. Considerada fácil, a trilha que leva a Vista Chinesa é totalmente pavimentada e o percurso pode ser feito até de bicicleta por quem tem um bom preparo físico, já que o passeio é constituído basicamente de subidas.

6. Trilha da Cachoeira das Almas: com poucas subidas, essa trilha parte do Centro de Visitantes do Parque Nacional da Tijuca e oferece um contato profundo com a Mata Atlântica. Durante o percurso é possível visitar cachoeiras, espaços de mata fechada, formações rochosas e até uma floresta de eucaliptos gigantes.

7. Trilha da Praia do Perigoso: com início na Praia de Guaratiba, essa trilha é leve e quase não tem subidas, apesar de ser um pouco extensa. Durante o percurso é possível subir até a Pedra da Tartaruga e ter uma vista privilegiada das praias do entorno. A vantagem dessa trilha é que ela costuma ser muito menos badalada do que as de dentro do Parque Nacional da Tijuca.

8. Trilha da Pedra do Telégrafo: a trilha que leva a Pedra do Telégrafo não é difícil, mas exige um pouco de preparo físico, pois o trajeto é longo e bem íngreme. A trilha começa na Praia Grande, em Barra de Guaratiba, e passa por alguns trechos de mata fechada e mirantes que oferecem uma vista maravilhosa do entorno.

Trilha Floresta da Tijuca

Fonte: Revista Época.

9. Trilha do Pico da Tijuca: considerada moderada, essa trilha parte do Largo do Bom Retiro e sobe até a montanha mais alta da Floresta da Tijuca. O trajeto, apesar de bem sinalizado, é marcado por muitas subidas íngremes e uma escadaria com 117 degraus, que pode causar medo até nas pessoas mais corajosas.

10. Trilha dos Circuito das Grutas: o trajeto, que percorre uma série de formações rochosas, é considerado moderado, mas necessita da presença de um guia especializado para evitar que as pessoas menos experientes se percam. Além disso, algumas partes do passeio passam por terrenos bem acidentados e possuem subidas muito íngremes.

11. Trilha Parque Lage-Corcovado: o Parque Lage dá acesso a várias trilhas de diferentes níveis. Essa que leva ao Corcovado, no entanto, é considerada a mais difícil e recomenda-se a contratação de um guia experiente para acompanhar o trajeto, que é puxado e dura aproximadamente duas horas. Durante a subida é possível encontrar cachoeiras, micos e pássaros.

12. Trilha da Pedra da Gávea: subir essa trilha não é fácil. Recomenda-se muito condicionamento físico e a presença de um guia experiente caso você não conheça o trajeto, que é bem longo. No final da trilha, há ainda uma escada com 30 metros de altura, considerada o ponto mais cansativo do passeio. No entanto, a recompensa para o esforço é uma linda vista da cidade maravilhosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *