Polos gastronômicos no Rio de Janeiro
Polos gastronômicos no Rio de Janeiro
18 de maio de 2016
Nova Zona Portuária do Rio de Janeiro
Conheça a nova Zona Portuária do Rio de Janeiro
20 de junho de 2016
Mostrar tudo

Bares tombados no Rio de Janeiro

Bares Tombados Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro

Você sabia que existem bares tombados no Rio de Janeiro? O projeto começou em 2011, tornando alguns bares e botequins Patrimônio Cultural Carioca. Da Zona Norte à Zona Sul, opções não faltam para quem gosta de frequentar esses bares que tem um jeitinho carioca de ser.

Bares Tombados Patrimônio Cultural do Rio de Janeiro

Fonte: Vist.Rio.

Atualmente existem quase 30 bares tombados no Rio de Janeiro. O Leblon All Suites listou aqui 10 deles para que você possa visitá-los.

  1. Bar Jobi: localizado no baixo Leblon, esse é um dos bares mais tradicionais da Zona Sul e atrai a boemia carioca e turistas desde 1956. O local é super descontraído e recebe muita gente tanto para o happy hour quanto para o pós-praia. O chope está sempre gelado e acompanha bem tanto petiscos quanto as refeições. (Avenida Ataulfo de Paiva, 1166 – Leblon).
  2. Bar Lagoa: aberto desde 1934, o bar continua seguindo a decoração da época no estilo art déco, às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas. O cardápio tem inspiração alemã, mas o prato da casa é o filé à parmegiana, acompanhado de um delicioso chope cremoso. (Avenida Epitácio Pessoa, 1674 – Ipanema).

    30 Bares Tombados no Rio de Janeiro

    Fonte: Riotur.

  1. Adega Pérola: famoso pelo chope e pela grande variedade de petiscos, a Adega Pérola é point para a boemia carioca desde a década de 1950. O estabelecimento, que pertencia originalmente a portugueses, foi comprado por um grupo de frequentadores que o administram até hoje. Quem não gosta de chope pode contar com uma enorme carta de vinhos para acompanhar seus tira-gostos favoritos. (Rua Siqueira Campos, 138 A – Copacabana).
  2. Bar Bip Bip: esse bar mantém um sistema informal bastante inusitado para registrar o que os clientes estão comprando. Não há garçons ou comandas, os próprios clientes se servem e todas as informações ficam anotadas com o gerente que, no final, entrega a conta fechada e certinha. O Bar Bip Bip conta sempre com uma intensa programação musical e a presença inesperada de estrelas da MPB. (Rua Almirante Gonçalves, 50 – Copacabana).
  3. Cervantes: o Cervantes é um desses bares que parecem estar sempre abertos. O serviço vai até às 4h da manhã durante a semana e às 6h nos fins de semana. O destaque do cardápio fica por conta do pernil com abacaxi, que combina perfeitamente com o chope gelado servido na casa. A presença de petiscos tradicionais e pratos executivos no cardápio são outros atrativos do Bar Cervantes. (Avenida Prado Júnior, 335 – B – Copacabana).

    Alguns Bares Tombados no Rio de Janeiro

    Fonte: Vist.Rio.

  1. Nova Capela: funcionando desde 1923, o Nova Capela localiza-se no coração da Lapa, atraindo a boemia carioca e turistas com seu ambiente informal e pratos exóticos. Ele é um dos últimos bares da região a fechar, sendo o local em que muitas pessoas dão aquela esticadinha para provar um último petisco ou tomar a saideira. (Avenida Mem de Sá, 96 – Lapa).
  2. Casa da Cachaça: aberta desde 1960, a Casa da Cachaça foi a primeira cachaçaria da cidade. A variedade de cachaças oferecidas pela casa impressiona até os mais boêmios, pois já foram listados mais de 2 mil rótulos da branquinha. Petiscos simples, porém saboroso, acompanham bem as cachaças da casa. (Avenida Mem de Sá, 110 – Lapa).
  3. Adega da Velha: antes comandado por uma portuguesa, o bar se dedica a servir um cardápio bem nordestino desde 1980, quando seu atual dono, o cearense Francisco, comprou o lugar. O baião de dois com queijo de coalho do local é famoso, e vai bem acompanhado tanto por cervejas quanto por cachaças. (Rua Paulo Barreto, 25 – Botafogo).

    Bares e Botequins Tombados no Rio de Janeiro

    Fonte: Riotur.

  1. Bar Urca: o local, às margens da Baía de Guanabara, tem vista para os principais cartões postais da cidade maravilhosa! O Bar Urca é ícone da gastronomia carioca e do jeitinho local de ser. Fundado em 1939, possui dois ambientes: o térreo é o bar propriamente dito, que serve petiscos e cervejas geladíssimas, enquanto no segundo andar funciona um restaurante com cardápio de inspiração portuguesa. (Rua Cândido Gaffrée, 205 – Urca).
  2. Armazém São Thiago: Santa Tereza também é um reduto para a boemia carioca e endereço deste tradicional bar. Cercado por antigos casarões e prédios históricos, o Armazém São Thiago serve ótimos petiscos acompanhados por chope ou cerveja bem gelada. Quem quiser provar algo diferente pode optar por bolinhos de abóbora com carne ou de feijão branco com calabresa. (Rua Áurea, 26 – Santa Teresa).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *